V-E Day

.

.

á 65 anos o mundo comemorou a notícia do fim da guerra como quem comemora o gol do título numa final de campeonato.  A Alemanha havia se rendido incondicionalmente. Os sinos das igrejas soaram em todos os lugares e as pessoas tomaram parte nas celebrações saindo às ruas. Nunca na história os corações de todas as raças, povos e nações estiveram tão focados no mesmo pensamento – A paz.  Multidões saíram em desfiles pelas cidades. A Times Square em Nova York, e Piccadilly Circus, em Londres estavam lotadas. O povo dançava, se beijava, agitava bandeiras e jogava serpentinas.

A rendição, no entanto, era européia, o Japão continuava insubmisso e apenas três meses depois veio o V-J  Day (Vitória sobre o Japão), o fim do conflito no Pacífico. A notícia da rendição japonesa chegou na noite de 14 de agosto de 1945. O mesmo mundo que comemorou o V-E Day e comemorou o V-J Day, porém, quedou sob a violência da supremacia do poder bélico dos aliados, que varreu do mapa duas cidades, Hiroshima e Nagasaki. A ação americana foi rápida, cirúrgica e certeira, não deu nem tempo para emoções.

Durante seis anos países inteiros pararam seus sistemas para focar a guerra. Estagnação financeira, Racionamento e pobreza tomaram conta do planeta como uma epidemia. No entanto, os estragos só começaram a ser avaliados depois, com estudos e pesquisas. Em maio de 1945 o que interessava era comemorar a liberdade e a paz.

.

.





.

O acordo de rendição militar das forças armadas alemãs  foi assinada em uma escola em Reims, França, em  07 de maio de 1945, pelo coronel-general Jodl Gustav, chefe do exército alemão.

Diz um trecho da carta da rendição alemã: “ Nós, os abaixo assinados, agindo por autoridade do Alto Comando Alemão, declaramos rendição incondicional ao Comandante Supremo, Força Expedicionária Aliada e, simultaneamente, ao Comando Supremo do Exército Vermelho, de todas as forças em terra, mar e ar, que permanecem nesta data sob controle alemão.


.

A cerimônia de rendição militar das forças armadas japonesas, ocorrida alguns meses depois do V-E Day, foi feita na Baía de Tóquio, no Japão a bordo do encouraçado USS Missouri . Diz um trecho da carta: “Agindo em nome e por ordem do imperador, o Governo Imperial Japonês  declara aceitar a declaração de rendição emitida pelos Chefes do Governos Soberanos dos Estados Unidos da América, da China, da Grã-Bretanha e da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, que são os quatro poderes denominados representantes das ” Potências Aliadas.


.

As rádios transmitiam ao vivo as notícias que chegavam e a ansiedade da volta tomava conta do front. No mundo todo as transmissões das comemorações seguiam ininterruptas.


.

Outras propostas


.

assine o feed twiter

.

3 Respostas to “V-E Day”

  1. […] Imagens Aqui (35 […]

  2. […] torná-la uma potencia bélica respeitável. A guerra pode deixar feliz o mundo, como aconteceu no V-E Day. Mas nenhum prêmio obtido com a força e com o uso abusivo do poder pode curar uma alma; pode […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: