A Igreja de Hagia Sofia

.

.

A história da Igreja de Hagia Sofia, em Istambul, é espetacular. Impérios e conquistadores, revoltas populares e catástrofes naturais, foram seus algozes, mas ela permaneceu, como um memorial à arquitetura e à cultura de vários povos, em especial de bizantinos e otomanos. Nenhuma igreja guarda tanta história, nenhuma resistiu tanto.

Foi Constâncio II, que inaugurou a Hagia Sophia em Fevereiro de 360 DC.  Nas Crônicas de Sócrates de Constantinopla diz que a igreja foi construída por ordem de Constantino, o Grande. Uma grande parte dela foi incendiada durante tumultos em 404, quando o patriarca João Crisóstomo foi enviado para o exílio pelo imperador Arcádio.

Teodósio II ordenou que fosse reparada e reinaugurou-a em Outubro de 405.  Ela foi novamente destruída durante o tumulto da Revolta Nika, em janeiro de 532. Com o fim da revolta, outra reconstrução. Muitos materiais foram trazidos de todo o império, incluindo a pedra amarela da Síria e colunas Helênicas do Templo de Artemis em Éfeso. Mais de dez mil pessoas trabalharam até a inauguração em Dezembro de 537. Os mosaicos só foram terminados durante o reinado de Justino II (565-578).

Vários terremotos contribuíram também com danos em Hagia Sophia. Os sismos em Agosto e Dezembro de 553 e 557 causaram rachaduras na cúpula principal, e com o terremoto de Maio 558, o domo principal ruiu completamente. Desta vez foi Isodorus, o sobrinho de Isidoro de Mileto, que assumiu a restauração da cúpula. Ele elevou a cúpula em 6,25 metros, hoje com 55,6 metros.

Maomé chegou a dizer que o primeiro muçulmano a rezar em Hagia Sophia iria para o paraíso. Desde então, os líderes muçulmanos foram possuídos de uma grande ambição para conquistar o templo.

Em 1204, foram os cruzados os algozes, eles saquearam Hagia Sophia. Muitos belos mosaicos foram retirados e enviados para Veneza.

Em maio de 1453, o sultão do Império Otomano, Mehmet II, conquistou Constantinopla após um cerco de 54 dias. Para onde ele foi?  Diretamente para a catedral bizantina.  Mehmet II ordenou que a igreja fosse convertida em uma mesquita.

Com a transição da Hagia Sophia em mesquita, os mosaicos foram cobertos, caiados ou rebocados. Só em 1847, os irmãos Fosatti, numa restauração, acharam-nos, no entanto, ficaram cobertos até 1931, quando um programa de restauração e recuperação começou sob a liderança de Thomas Whittemore. Em 1934, Mustafa Kemal Ataturk ordenou que Santa Sofia fosse um museu. Hagia ficou conhecida como a “Grande Igreja”, ou em latim “Magna Ecclesia”.

.
.





 

.

Referências: De Aedificiis by Procopius (http://gbgm-umc.org/umw/bible/procopius.stm), publicado em 561 AD. The description of the Hagia Sophia, 537 by Procopius (c.490/507-c.560s). Restaurando a Hagia Sophia por Harrington Spencer em archaeology.org. Patriarcado Ecumenico em ecclesia.com.br. DOGAN GUMUS, Byzantium, Constantinople and Istanbul, Istambul 1995.

 

.

Outras propostas

.

assine o feed twiter

.


Uma resposta to “A Igreja de Hagia Sofia”

  1. Paul erich von döhrlich Says:

    Tudo muito bonito, mas . . . qual o endereço??:?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: