Acidentes


.
.

Desde que começaram as montagens em série o carro passou a ser uma preocupação para as montadoras, os acidentes iam surgindo conforme o número da frota ia aumentando e ficava patente a ineficácia da segurança.

A partir dos anos de 1930 e mais notadamente 1940 a 1950, quando os acidentes aumentaram muito, houve uma correria dos designers para acrescentar novidades tecnológicas às criações para torná-los mais seguros. No entanto, os avanços também tornaram os motores mais robustos e velozes e os acidentes mais trágicos. Desde que os carros foram criados, as montadoras travam uma verdadeira corrida, onde a segurança tenta superar a potência.

No Brasil, um dos primeiros veículos a transitar foi um Daimler inglês, de patente alemã, que depois ficaria conhecida como Mercedes-Benz. O automóvel era a vapor, com fornalha, caldeira e chaminé e pertencia a Henrique Santos-Dumont, irmão mais velho do “Pai da Aviação”. O primeiro acidente de carro foi provocado pelo poeta Olavo Bilac. Bilac aprendia a dirigir com o abolicionista José do Patrocínio quando jogou o carro contra uma árvore, destruindo-o por completo.

.

.

Imagens aqui
(15 Imagens)
.
.


Outras propostas

.

assine o feed twiter

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: