Ritual da Circuncisão Feminina

.

.

A religião sempre foi o ninho dos mais bizarros rituais, e o medo do divino sempre foi usado como arma de intimidação para subjugar o povo através de superstições e crendices.    A prática da circuncisão feminina é uma dessas bizarrices, é difundida atualmente em 30 países, principalmente no Oriente Médio e na África.

No aniversário de Maomé, por exemplo, o ritual é feito de forma comunitária e as famílias de mais de 200 meninas recebem dinheiro para a circuncisão em massa em homenagem ao profeta.  Os médicos usam tesoura para cortar partes do clitóris. Acreditam que as meninas não circuncidadas não podem permanecer puras depois de urinar e as orações jamais serão ouvidas.

A Organização Mundial de Saúde condena o ritual e considera uma barbárie. Muitas vezes o processo de cicatrização é longo e inseguro. O procedimento em si pode causar sangramento e infertilidade, e até mesmo levar à morte.

Desde 1997, o Egito proibiu a circuncisão feminina, exceto em casos de “necessidade médica”.  Para driblar a lei e dar vazão às crendices religiosas, os pais recebem a visita de parteiras em casa, é muito mais barato do que no ambulatório. No entanto, pode ser fatal, uma vez que a operação é feita sem desinfecção e anestesia.

As imagens abaixo são muito fortes. Foram feitas pela fotógrafa Stephanie Sinclair, uma fotojornalista americana conhecida por explorar as questões mais sensíveis dos direitos humanos ao redor do mundo.

.
.





.

Referências: Artgo Stephanie Sinclair (http://photography.nationalgeographic.com). UNICEF (http://www.unicef.org/). Artigo Foundry Photo Work Shop. WHO- World Health Organization (who.int).Site Oficial do fotográfo (stephaniesinclair.com).

.

Outras propostas

.

assine o feed twiter

.


103 Respostas para “Ritual da Circuncisão Feminina”

  1. Minha nossa… Que isso…. Uma crueldade mesmo. Vale seu post sobre o assunto, meu caro, vale mesmo…

    • eu ja assiti uma sena mas eu nao podia faser nada mas digo e um crime ,,so que eles sao ignorantes ainda estao no velho mundo ,nao renasceram no sangue do cordeiro nosso pastor jesus cristo este mostro brasileiro que acha que e como depilaçao nao e do mundo e do diabo ou melhor e o proprio diabo que a muito esta no nosso meio

  2. washington jadum de campos Diz:

    é uma corvadia um verdadeiro atentado ao ser humano, a mulher não precisa sofrer, ja que leva a vida inteira de sofrimento, e o respeito para onde vai, parabens pela reportagem, mesmo sendo de origem árabe não concordo, creio que MAOMÉ tambem seria contra.

  3. a circuncisão masculina já é completamente grotesca e desnecessária, essa então…

    • Desculpe me meter, mais a circuncisão masculina não é desnecessária, muito pelo contrario, ja foram realizados vários estudos com povos que promovem a circuncisão masculina e foi provado que eles tem menos doenças sexualmente transmissíveis e as chances de pegar e passar aids diminui, isso porque a glande exposta acaba causando uma proteção natural na uretra e acarreta em tais beneficios.

      • ola jefer,,mas se comparar com a circuncisão da mulher não chega nem perto,,,pk o canal da urina do homen não é costurada,e a mulher na noite de nupcia pelo que sei,por estar fechada o canal da urina,o marido corta aquele canal na noite de nupcia,,,o que seria isso? torttura? maldição por ter nascido mulher? que mundo estamos,,,se deus quizesse isso,,,não teria criado a gente assim,,,seriamos todos capados e pronto,,,,,

    • A circuncisão masculina é um pácto entre Derus e o Homem ( Judeu ) e não interfere no prazer, tão pouco no desenvolvimmento peniano.

      Itzak Ben Iacob

      • meu caro,

        estude mais a fundo e procure saber a consequecia necessaria dessa escolha ou pacto como queiram denominar, sendo uma mutilação ao corpo do ser humano, que vc mesmo gilberto, q citou a DEUS para fundamentar sua resposta, criou o ser humano como uma obra unica e maravilhosa, mesmo nós seres humanos nao sendo merecedores de tanto por nossos erros, e se vc realmente fosse um estudioso da biblia iria saber q jesus derramou seu sangue para q nao houvesse mais nenhum tipo de sacrificio ou mutilaçao ao adorar o nome de seu pai nosso senhor DEUS, sei q vc´s dois tem suas opinioes como muitas outras pessoas contra ou a favor do fato em questao, mais faça a seguinte pergunta, porque retirar (mutilar) algo natural nosso, do nosso proprio corpo? fora casos de necessidade, seria e é uma total covardia por parte de quem pratica tal ato pense um poquinho nisso e procure saber um pouco mais afundo sobre o assunto, por que se fosse algo tão necessario, assim acredito q todos ao qual acompanharam a questao aqui, medicos de todas as areas e o mundão afora adotariam abertamente o ato da cincuncisão.

      • Edemilson Lima Diz:

        Eu fui operado de fimose aos 7 anos de idade e sei que não tenho a mesma sensibilidade de quem não foi. Anatomicamente não existe nenhuma diferença entre a circuncisão e a operação de fimose. Li em uma revista que os homens que foram circuncidados depois de adultos tiveram muita dificuldade para se adaptarem à nova condição. Ou seja, a circuncisão diminui bastante o prazer, porque a mucosa da glande fica mais grossa e menos sensível. Quando se usa uma camisinha então, a sensibilidade cai a zero… No entanto, pesquisas mostram que isso reduz em até 60% as chances de se pegar doenças sexualmente transmissíveis se não usar proteção.

  4. sergio Diz:

    cambada de FDP, …….. idiotas retrogados

  5. Everaldo Santos Diz:

    Autoridades internacionais, deveriam intervir nesses países que praticam este ato criminosos contra crianças.

  6. Rosângela Diz:

    Assassinos covardes!!!!

  7. Juliana Diz:

    O erro ai é do governo que cede a pressão do resto do mundo. Deveria ser legalizado para poderem fazer isso num ambiente médico decente e com anestesia.
    O melhor mesmo seria permitir apenas após os a maioridade da menina, onde ela assina que quer fazer a circuncisão, quando ela sabe que quer passar por esse processo. Mas não sei se os rituais permitem (afinal obrigar crianças a passar por isso e sem anestesia é cruel)

    Afinal tem mulheres que (depois da dor) sentem-se mais femininas, mais mulheres por serem circuncisadas e desejam que suas filhas sintam-se assim depois também.

    Para entender como elas se sentem muitas vezes, ouso fazer uma comparação bem menos extrema e num nivel beeeeeeeeeem menor de dor, que é a depilação feminina total da região intima. Dói, mas você sai se sentindo mais leve, limpa e feminina. O principio (apenas o principio) é o mesmo.

    • ÔÔÔÔÔÔÔÔÔ jULIANA, VOCÊ É UMA MULHER?

      O QUE VOCÊ É AFINAL E AINDA ESTÁ FAZENDO NA FACE DA TERRA?

      EU ESTOU “GRITANDO” PARA QUE VOCÊ POSSA OUVIR E, SE POSSÍVEL RESPONDER .

    • oi juliana vc viu aquele fime (flor do deserto)???conta uma historia de uma africana que foge do casamento para se tornar uma modelo,,,,logo ela conta sua historia pra uma revista local,,,,conta sobre a circuncisão que fez aos 3 anos de idade,,,a cena é chocante,,,,,a mulher corta o clitoris e os labios da vagina dela com uma lamina de aparelho,e depois costura sua vagina deixando o buraco do tamanho de uma cabeça de fosforo,,,,,que na noite de nupcia o marido corta para fazer a penetração,,,,,,,,me diga se isso se compara com uma depilação? meu deus,,,,,eu sou mulher,,,tenho direito como qualquer homen,,,,sera que só os homens podem sentir prazer???as mulheres vieram ao mundo pra que?pra serem torturadas????????eu sou contra e se visse alguém fazendo isso,,,que deus protegesse essa pessoa,pk estaria abraçada ao diabo logo logo,,,,,,,

  8. ADRIANA Diz:

    Juliana vc tá delirando. Que imaginação fértil. Os orgãos do ser humano já estão prontos para a vida. Isto é uma amputação, entenda, não há ambiente decente que justifique abrir as pernas de uma mulher e lhe arrancar pedaços de critóris. Meu amor, vc arrancaria seus lábios varginais para se sentir mais mulher? Tenha dó, é por isso que o mundo é louco, por causa de delírios e comparações como as suas.

    Nos sentimos mulher amada e apreciada na totalidade do nosso corpo e não mutilada.

    Meu amor isso não faz ninguém se sentir mais pura para Deus nem pra ninguém, issso é mutilação. E pior é uma mulher que fala isso, pois os homens estão chocados.

    • concordo com vc adriana…acho que agradaria mais a deus,,,é nossa bondade no coração,,jesus cristo sempre nos ensinou a amar nosso proximo,assim como ele nos amou,,,,,isso ate fica engraçado,,vou arrancar meu clitoris e dar pra deus…..isso é uma ignorancia de tal tamanho,que nem se pode explicar,,,,deus é amor,deus é vida,deus é tudo,,,,pk não arrancam o coração delas mesmos com as mãos e deem pra deus,em forma de amor a ele,,assim fica facil,,fazer oferendas de outras pessoas,,,,

  9. verinha l. Diz:

    Pior do que as fotos é a loucura dessa menina. Juliana põe sua filha lá pra eles fazerem a mutilação. vocce mesma, é tão simples, é como tirar os pelos na depilação,,,,,putz. Não é só dor não filha é o psicologico, é a falta de respeito à mulher, que parece vc nem tem, é a liberdade de escolher, a dor é o mínimo.

  10. FUDENCIO JUNIOR Diz:

    JULIANA sua anta!! com todo respeito aos animais antas, quero ver vc lá com as perninhas abertas dando seu grelinho para as velhas arrancarem pra vc nao mais sentir prazer, sua ameba!!! Aff!!!

  11. Juliana , concordo com vc em partes, o que algumas pessoas esquecem é que estamos no ocidente e que para nós tudo o que não é igual ao que vivemos é barbarie! Tambem acho uma barbarie por ser com crianças. Elas não tem nem o direito de escolha muitas podem até morrer com uma infecção,(qualquer coisa que seja direcionado a criança é uma barbarie mesmo) mas acho ignorância não nos esforçarmos para aceitar a cultura dos outros. No Brasil temos tribos indígenas que praticam o sexo grupal para garantir a espécie, outras que colocam adereços que ferem a pele também e ninguem aqui no Brasil fez nada , até achamos interessante e nos esquecemos de que tambem são crianças.
    Assisti a um documentário onde, numa tribo (fora do Brasil) as mulheres eram riscadas de faca por homens num ritual de acasalamento e uma delas deu uma entrevista dizendo, que quanto mais riscos tivesse na pele mais ela se sentia mulher e importante. As com mais marcas obtinham maior poder na organização da tribo (fiquei chocada mas ela estava em extase fazer o que ?) volto a dizer, tudo com criança é uma crueldade enquanto adulto, temos o poder de decisão, as crinaças são vuneráveis.

    • oi keila,mas é que nesse caso elas gostam,são umas ignorantes,,,,aqui no brasil não apoiamos isso,,pelo menos eu não,,,,tudo que seja bizarro e que tenha por finalidade sacrificios,rituais,pra mim são coisas diabolicas do satan,tu ja ouviste falar em indios com sindrome de daw? ou gemeos? bom ao meu ver são sacrificados,por dizem que se forem gemeos um nasce com a face do bem e outra do mal,,,,ainda bem que não nasci em tribo indigena,pk sou gemea,,hahhahahaha…..continuando,,,ignorancia total,,no mundo deveria existir só uma religião e pronto,,religiaõ do bem e de deus,,,,,

  12. Norma Lima Diz:

    Lá no setor de assitencia social onde traballho tem uma mulher que apanha do marido, sempre. às vezes ela chega lá com a filhinha chorando. Pedimos a ela para dar parte e ela diz que não, que além da possibilidade de não conhecer outro homem, ela já acostumou a se sentir mulher quando apanha, se tornou parte da vida deles, ela só não quer que ele a mate. É assim que a Keila imagina, que a cultura por ser selvagem pode ser uma desculpa para agressões.
    Dê a essas mulheres outra opção de vida, uma oportunidade de conhecer o respeito e ser amada, elas não tem uma forma definitiva de cair fora.
    Vá prá lá Keila, vá pra lá Juliana serem cortadas de facs e tesouras para verem como é bom o amor selvagem.
    A civilidade é para todos, a lei da organização social é para todos. Não se pode deixar cultura oriental ou indigena maltratar a mulher só porque é cultura.
    Precisamos de civilidade. A proposito, gostaria de oferecer a keila e Juliana uma passagem para morarem definitivamente no oriente médio ou numa tribo. Ser mulher de indio ou de um Xiita fundamentalista deve ser o fetiche de voces duas.

  13. Juliana Diz:

    Não da pra ver isso pelos olhos da nossa cultura.
    Ouça relatos das mulheres de LÁ, os relatos que realmente valem alguma coisa. A nossa opinião sobre como isso é cruel de nada vale, pois ninguém aqui tem que passar por esse processo pra ser considerada uma mulher bonita.
    Elas querem isso pra suas filhas, a maioria das que sofreu o processo vai fazer isso com suas filhas e não gostaria de ter os labios vaginais novamente pois os acham grotescos. Se isso vai mesmo acontecer, não é melhor que seja num ambiente que possa cuidar e anestesiar a mulher?
    São as POUCAS (sim, é minoria) que não querem isso é que fazem o pedido de ajuda para terem a escolha.
    Elas não obrigam suas filhas a passarem por isso por maldade, é porque elas acham bonito, mais puro.

    Agora uma pergunta:
    você arrancaria pedaços de gordura numa lipoaspiração pra se sentir mais mulher?Mesmo tendo nascido com elas?
    Se tiver um nariz grande e torto parecendo um tucano, não passaria por uma cirurgia para diminui-lo?
    não se mutilaria dessa maneira para atender os padrões de beleza do nosso mundo?

    alias, você furou/furaria as orelhas de sua filha??
    Mesmo processo, nivel diferente!!!!!

    —————————————
    Verinha: Aprenda a ler e interpretar o texto. A parte do ‘mesmo principio, nivel diferente’
    coisa como depilação é um 2×2 e ciscuncisão é 124325 x 54436
    mesma formula/principio ….nivel diferente.
    E eu falei sobre como a situação ideal é elas terem escolha. Parece que você não leu, apenas cegou-se por eu não estar me revoltando com a situação e ignorou meu intermédio cultural.
    Novamente, aprenda a ler, interpretar e principalmente respeitar o desejo dessas mulheres de se mutilarem pra ficarem mais atraentes. (note que não é respeitar a obrigação das crianças de passarem por isso, é o desejo da mulher ja pronta pra matrimonio de fazer com o próprio corpo o que ela quer e ter um ambiente hospitalar para isso).

  14. robsnon o guera Diz:

    A ARANHA DEPOIS QUE ACASALA COM O MACHO MATA ELE. ISSO FAZ PARTE DA CULTURA DELES. aFH!

    NO DIA EM QUE UM NAMORADO DER UMAS PORRADAS NESSAS DUAS E TRATÁ-LAS COM “CARINHO” , VÃO PRA CAMA LOGUINHO CHEIAS DE FELICIDADES. ISSO É CULTURA

    AH, EU SOU SÁDICO, PRECISO DE UMA MASOQUISTA PARA AMAR.

    • Juliana Diz:

      E aposta quanto que quando você achar uma masoquista vão te condenar?? =D
      Mesmo OS DOIS estando bem com a situação?
      Ela feliz por apanhar e você feliz em bater. Mas o povo não respeita os gostos diferentes das pessoas. São um bando de europeus medievais que querem por que querem impor o padrão deles de felicidade em cima dos outros.

      Se a mulher apanha e não faz nada pra sair da situação é porque gosta. Se chora e reclama mas não faz nada pra mudar a situação é uma viciada em drama, logo gosta também!

      • oi juliana mas ate onde sei a circuncisão feminina é feita quando criança,,,,sera que esta criança queria ser cortada a dura sorte????bom os meus filhos choram ate pra tomar remedio,,,,qual a comparação de uma criança inocente com uma vagabunda adulta????elas gostam de apalhar pk ficam com tesão sei lá,,,mas uma mulher adulta circuncisada sente prazer será? pelo o que eu saiba ela é costurada,e é retirado seu clitoris para não sentir prazer algum,,isso seria coisa somente para prostitutas,,,,nasceram para dar prazer aos homens e servi-los,,,,isso é feito em forma de pureza,,,,ate que u saiba a criança é pura,,precisa fazer isso para ficar mais pura?????pobres inocentes,,,,,,,e que beleza ha em ver uma vagina sem labios e clitoris? deve parecer a contiação da barriga pk deve ficar lisa como se fosse uma mesmo,,,aahahahahhahah..isso é bizarro,,,,,a esse os brincos,,levei minha filha com 6 meses pra furar as orelhas,,ela nem chorou,foi com pistola da farmacia,,,,e ficou lindooooo,,,,agora se comparar uma vagina decapitada e uma orelha,,,meu deus,,,,,se puxa né……ahahahahah,,,,

      • taylor Diz:

        filhinha vc deve fazer parte dessas débeis mentais né, vai se tratar menina, concordar com uma barbárie desas é concordar com o diabo, aquelas mulheres mutiladas querem mutilar as filhas para se vingar em alguém, é um povo louco, não é atoa que crucificaram jesus.

  15. Novaes Professor Diz:

    Acho ninguém está conseguindo se comunicar direito. Juliana, a sua comparação não é das melhores. A gordura da lipoaspiração não é um órgão, é uma anomalia, um nariz torto que é corrigido não altera as funções , mas arrancar os lábios vaginais é uma amputação, pois ele são necessários para várias funções, como proteger os órgãos e ajudar na lubrificação durante o acasalamento, fora outras funções médicas que nem vale enumerá-las. Nenhum dos seus argumentos são coerentes. O único é o livre arbítrio de alguém querer se martirizar por desejos psicológicos, isso ninguém pode ir contra. A questão é que este único argumento cai por terra porque uma criança é impedida de dizer se quer ou não.
    Um índio ou um oriental que faz estas escolhas, o fazem baseados nos costumes do lugar, porém, nestes lugares eles são impedidos de escolher não fazê-los. Por exemplo, se a índia que você falou não quisesse ser cortada ela poderia ser agredida pela aldeia por quebrar o costume, o mesmo se você quebra as diretrizes de Maomé. Experimente casar com um muçulmano e não aceitar usar a burka por exemplo, você pode sofrer graves consequências. portanto culturas selvagens como essas não dão a opção da liberdade, porque se derem a opção da civilidade a cultura morre.

  16. Aghins Diz:

    O legal de tudo isso, e que em nenhuma cultura os homens sao as vitimas desse tipo e agresao(se tem sao raros)…muito curioso isso!!!

  17. Juliana Diz:

    Posso até concordar que minhas comparações não são perfeitas, mas são consistentes. É tudo farinha do mesmo saco.

    E por favor, não chame os mulçumanos de selvagens, isso é pura manipulação da midia desde a época das cruzadas. A religião islamica é linda e respeita mais a mulher do que a nossa biblia. Lá está escrito que a mulher é uma jóia que o homem deve proteger e zelar. Inclusive o proprio véu ou burca é para proteger a mulher de ser tratada como um objeto sexual.
    Não se deve culpar a religião por isso. Não está escrito no Corão que deve se mutilar ninguém. Mas também não da pra descartar anos de costumes assim do nada.

    O que eu digo que os governos erram é o seguinte: A circuncisão vai acontecer. Mesmo os hospitais se negando a realiza-la. Nesse caso o governo não deve se assustar com pressões de outros paises, deve dar ao menos um ambiente esterilizado para essa menina ter mais chances de sobreviver.
    O ideal acredito ser estabelecer uma faixa etaria minima e ter o preço menor que o das parteiras, assim a familia ve o beneficio de esperar e tem tempo para fazer a lavagem cerebral que quiser.
    Enquanto isso, o governo promove campanhas de conscientização, suaves, pouco a pouco. Pois isso é um ritual com raizes fortes, de nada adianta tentar arrancar como um bando de europeus impondo sua ‘civilidade’ em indios.
    Ficar berrando como isso é horrivel de nada adianta, deve-se ao menos pensar numa solução que não desrespeite nenhuma das partes.

    ——————-
    Aghins
    Em nenhuma cultura humana, mas se for ver na natureza sempre o XX é mais forte que o XY. As femeas são as que dominam e os machos apenas objetos sexuais. Nos grupos com harens, os machos são facilmente substituidos, como se não tivessem valor algum, a comunidade pertence as femeas.
    O que faz parar pra filosofar sobre o que é a humanidade ♥

  18. Novaes Professor Diz:

    O que você propõe, Juliana, é usado como argumento para a liberação da maconha, armas e remédios controlados. Eu entendo que voce quer conscientização, mas quando não há uma autoridade que determine algo, como as autoridades de um país, por exemplo, há uma classe que cria regimes principalmente onde os machos são a lei, como é o caso de alguns rituais culturais e religiosos. Ou seja, se não fizerem isso não vão pro céu, ou algo parecido.

    Com a liberdade você pode amputar algum órgão seu, desde que você seja adulta e assuma compromisso, e não cometa este mesmo ato com o semelhante que não quer ou entende do assunto suficientemente.

    Tirar o lábio vaginal sem a autorização do individuo é crime contra a humanidade, é como amputar o polegar, sua mão perderá algumas funções essenciais. Algumas proibições são necessárias para o bem do homem. Por exemplo, a proibição de dirigir bêbado, beber é um direito de todos, mas ele não deve interferir na vida do semelhante.

    Fazer um mal a você mesmo, mesmo assim é complicado, imagine fazer um mal ao outro e ainda mais a indivíduos sem defesa intelectual e física

    Concordo que falar de religião é complicado, mas quando ela fere os direitos humanos deve ser enfrentada.

    • Juliana Diz:

      Sim =o
      E adivinha qual a minha opinião sobre a legalização da maconha, prostituição, aborto, etc.
      dica: sou consistente.

      E novamente: não é a religião, é a tradição. Apesar de fazerem isso para serem mais puras, a origem não vem da palavra de Alah e sim dos rituais proprios dos povos da região bem mais antigos que o Islamismo. Lembrando que na Africa a circuncisão acontece em tribos não islamicas também.

  19. cassia Diz:

    os homens dificilmente passam por essas situações, engraçado né? a mulher é submetida a tantas coisas na qual nao deseja….. pq com os homens nao sao assim? as cenas q vi a cima sao desnecessarias e desumanas…… povo sem nção!!!!

  20. PARA AS NAÇÕES UNIDAS:
    FAVOR TOMAREM PROVIDENCIAS URGENTES CONTRA ESSA BARBÁRIE…
    ABAIXO COSTUMES E TRADIÇÕES HEDIONDAS.

  21. Anonímô Huashuas Diz:

    kero ver se ele iriam kortar o clitoris do Hiteler

  22. aEEHUEHUEHHEHUEHUEHUAEHHUAEHU
    cala boca seus lokos !!!
    isso eh multilação isso coisa mais horrorenta do mundo .
    e ponto final

  23. felipe Diz:

    Isso não é circuncisão meu caro, isso é mutilação mesmo, coisa que o mundo fecha os olhos por medo do Islã, mostros assim deveriam ser exterminados, circuncisão é uma coisa essa castração forçada que tira qualquer possibilidade da plenitude sexual de uma mulher é covardia desses barbaros que temem mulheres e as agridem gratuitamente em nome de “tradição”.

    • Amanda Diz:

      YEAH! você disse tudo. E tem aquelas que morrem ao passarem pelo maldito ritual… This the end não suporto gente tão grotesca e pedante defendendo tal prática e que se vangloria de ter feito tal viagem e conversado com mães que submeteram suas crianças a esta selvageria.. é uma espécie de lobotomia. Pessoas submersa num mundo de cegueira abissal.

  24. Nicole Diz:

    Estou chocada com a opiniao dessa Juliana…
    Quando morava na Itàlia, vi uma reportagem a respeito dessa MUTILAçAO.. Fizeram essa materia porque existem muitos mulçumanos là..
    Enfim, as mulheres, mulçumanas, levavam suas filhas para o paìs de origem para se operar… Elas nao queriam, TODAS as maes que falaram NAO queriam que as filhas fossem operadas.. Mas quem decidia era o pai.
    E aì eram levadas como bois pro matadouro.. E NINGUEM falou nada sobre essa historia de oraçao, Deus, religiao ou sei là o que..
    Esse “RITUAL” é feito para que a mulher NAO SINTA PRAZER, assim nao vai correr o risco de trair seu marido, jà que nao vai sentir desejo sexual por ninguem…
    Se informem melhor, inclusive com as mulheres que passaram por isso.. é um absurdo, uma tortura desnecessaria..
    E comparar isso com depilaçao, desculpem a palavra, mas foi FODA!

    • Juliana Diz:

      Vai querer comparar Italia com Sudão ou os suburbios do Egito??? Da na mesma que nunca ter saido do Brasil.

      Quando eu fiquei 6 meses na Somalia ouvi relatos diferentes. Com mulheres defendendo a pratica. Conheci uma mulher chamada Gzifa, tinha uma filha de uns 7 anos (não lembro se era Abena ou Adana o nome da criança) que estava feliz porque iria passar por esse ritual.
      Até perguntei se ela sabia o que iria acontecer, ela disse que iria se preparar para poder virar uma mulher. O tradutor disse que a menina sabia que iria doer e estava com medo, mas feliz porque era pra achar um marido bom.

      Ele disse que a maioria dos pais não fala pra criança pra não assustar, mas depois explicam que foi o melhor para elas. E ACEITAM!!!

      Quando você ve aquelas mães orgulhosas e toda a festa feita, da pra entender porque não conseguem banir a circuncisão. Ta cravado na mente dessas pessoas como algo bom do mesmo jeito que está cravado na cabeça de evangélicos de igreja de esquina que dar dinheiro pra igreja vai ajudar na vida deles.
      detalhe: não era uma vila mulçumana.

      Claro que numa reportagem vão pegar os que os relatos mais chocantes né? E mulheres com mais contato com o ocidente estão mais conscientizadas. Pra elas é algo horrivel sim pois estão na linha de transição entre a tradição e a modernização de conceitos, ao contrario da grande maioria que nem televisor as vezes tem.

      Ah sim. comparei com depilação sim. Apesar de muita gente não ter a capacidade de pensar em escala e comparar pequeno com grande. Muitas feministas extremas são contra a depilação como um ato masoquista de degradação e subordinação feminina ao sistema patriarcal.
      Mas apenas quem consegue enxergar escalas e ver que 2×2 é a mesma formula de 324324 x 234234, não conseguem entender isso -.-
      Não adianta me amaldiçoarem, azararem e desejarem que eu esteja no lugar dessas mulheres, isso só prova que não tem contra-argumentação, apenas revolta cega e ignorante por ter alguém que não quer parar o mundo e impor o nosso conceito de certo. Não é assim que se muda o mundo pra melhor.

      • Gabriel Diz:

        Questões de Sociologia e Antropologia: é sempre difícil analisar o “outro” sob o viés do mundo “civilizado”.
        É uma mutilação? É. Mas é uma questão de cultura. É aceito. Se defendemos tanto a liberdade, por que então não podemos deixar de condenar os “outros”, e deixá-los com seus costumes?

        Um texto que li hoje mesmo diz: “Ao classificar algo que não conhecemos, utilizamos parâmetros exclusivamente nossos,
        assim, se chamamos alguém desconhecido de selvagem, de bárbaro, estamos na realidade falando de nós mesmos, pois o outro certamente não possui nada do que erroneamente
        imaginamos, estamos vendo-os pela primeira vez, daí talvez a origem dos conflitos culturais, pois sempre achamos que nós, nossa cultura, é a correta, a escolhida, a que foi abençoada por Deus.”

        Acho que isso esclarece tudo o que é dito por esses comentários.

      • Edemilson Lima Diz:

        O homem moderno não deve basear suas normas em crenças ou tradições, sejam novas ou antigas. A sociedade moderna tem que estabelecer o certo e o errado baseando-se apenas em estudos científicos, que digam de forma clara e honesta o que é o melhor a ser feito. É óbvio que qualquer forma de mutilação é errada, exceto quando existe um motivo funcional para a realização de uma cirurgia. Não podemos comparar a remoção do principal órgão de desejo feminino com uma remoção de apêndice ou de amígdalas. Nestes dois últimos existe uma necessidade que visa preservar a vida da pessoa. No primeiro, além de atentar contra a vida de um ser humano, a necessidade que existe é a de satisfazer antigos costumes que não tem nenhuma base científica, somente crendices absurdas sobre a sexualidade e a reprodução humana.

      • Meu bem, coloca o seu na reta e veja de fato como é, a não ser que vc seja masoquista :-* religião não foi feito pra sentir dor e sim êxtase. Toda forma de extremismo é terminantemente errado e ponto final. Só em casos De ninfomaníaca incontrolável. Aí sim dá um sossega leão nela e fica pianinho. Aquí no Brasil tem um monte precisando desse castigo, principlamente as fankeiras.

    • Isso aí Nicole! Eis o verdadeiro motivo da monstruosidade, encoberta com religião, tradição, e e o escambau. MACHISMO!

  25. murilo Diz:

    Eu li alguns livros sobre práticas culturais e todos eles diziam que mesmo que o alcorão não tivesse alguma referencia direta ao assunto, os muçulmanos tem várias práticas desenvolvidas, assim como a igreja católica, ao longo do tempo. A castração tem conotação religiosa também, basta fazer uma breve pesquisa, essa conversa que o muçulmano tem medo de ser corno procede sim, e pra disfarçar eles jogam a culpa no coitado de alá. Mas tem conotação religiosa sim, isso aparece em qualquer pesquisa.

    Nos países democráticos ser corno é uma possibilidade que não pode ser punida, pois o arbitrio é livre, nesses países do oriente, a homarada tem medo que se pela de levar chifre. Se lá a mulher fosse livre eles iam ter que tapar a vagina com polvora. pra quando o pé de lã chegar explodir tudo. a muher pra disfarçar diz que adora ficar sem priquito.

  26. A questão não é simples assim sr. gabriel, “é assim e ponto final”. Há indios que são canibais, pronto, eles podem matar e comer humanos porque é cultura…pára com isso. no meio desses comentários tem umas palavras de Novaes professor que tem lucidez.

    a mente de determinada cultura é programada para achar que apenas aquilo é verdaddeiro, mesmo não necessariamente sendo, aqui você é livre pra falar e achar que algo é assim. Mas é instado a ter a crença que quiser, mas FERIR NÃO TEM NADA COM CULTURA,

    RESPEITE SIM MAS ELES LÁ E NÓS AQUI, A HUMANIDADE DIRGIDA POR VOCÊS SERIA UM VERDADEIRO BORDEL, UMA VERDADEIRA BABEL DE CARNIFICINA.

    SÓ PORQUE LEU UM TEXTO ACHA QUE É A PALAVRA FINAL… BAHH

    • Gabriel Diz:

      Não, minha cara Keila. Algo que não deixei tão claro assim no que disse, é que não concordo com o que fazem. Mas o que fazem ou deixam de fazer é, como vc mesma disse, eles lá e nós aqui.

      São apenas crianças que sofrem com isso, não tem possibilidade de escolha. Certo.

      Mas o que nós, em nome do “mundo civilizado”, podemos fazer contra isso? Vamos subjulgá-los às nossas tradições, afinal um ser humano que comete tal barbárie não pode ficar impune!

      Muitas coisas ruins são feitas em nome de fé. Tanto “lá”, como “aqui”. Não é questão de ser melhor ou pior, apenas diferente, e isso é o mais difícil de aceitar.

  27. Vou entender que vc cometeu apenas uma falta de atenção. “SÃO APENAS CRIANÇAS…” ESSA DOEU.
    isso não significa nada “são apenas crianças” aff.

  28. Nem sei o que dizer, sou mulher e mãe, dificil condenar pq não é nossa cultura, porém, impossível aceitar, pois pra mim, não passa de pura crueldade. que seja cultural, mas que as crianças cresçam e escolham pelo menos…

  29. Cátia Valuestres. lindndsont Diz:

    Caro, eu não viveria sem o meu pinguelo de forma alguma, toda a noite o meu namorao da uma chupadinha nele, ele é um pouco grandinho de tanto ser chupado, todos os meus namorados são obrigados a dar uma mamadinha nele, se tiver alguma resistência mando passar que a fila anda, mulher sem grêlo, sem pinguelo é meia mulher.
    eu sou uma dominatriz ativa, e cada novo namorado já sabe o que lhe espera, vai ter muita dor na lingia e quixo, se dor diferente mando passar a olargo de mim

    • Jonathan 'Hamelin' Malavolta Diz:

      Ah, maldita hora em que me casei com minha mulher e não com você, Cátia. Adoro um oral, tanto fazer quanto receber. Tá certo, o ‘maldita hora em que me casei’ foi só pra pentelhar, minha mulher também adora oral, tanto fazer quanto receber. Afinal, não há nada mais gostoso – e gozoso – pro meu pênis do que penetrar uma vagina (ou um ânus, que também é excelente, diga-se de passagem) já bem molhadinha por uma hora (ou mais) de ‘chupagem’.

      (a): Jonathan ‘Hamelin’ Malavolta, músico, escritor, poeta e enxadrista

  30. joao eraldson fausto Diz:

    no brasil nao e diferente: cola,crack e prostituiçao infantil quer pior?????????

  31. Juliana,

    Pessoas inteligentes sabem que não é fácil ser inteligente – no entanto, isso não deveria impedi-la de tentar.

  32. Entendi o que a Juliana quis dizer e concordo. Resumindo (se eu entendi corretamente): proibir a circuncisão não vai fazer ela parar de acontecer. O que deve ser feito é que essa prática só possa ser feita em mulheres adultas e conscientes de sua realidade e em locais devidamente higienizados (como isso será feito é o problema, pois já é algo enraizado nesses lugares). Além, é claro, de tudo isso ser feito com o consentimento dessas mulheres. A solução não é impor uma outra cultura e sim tentar ajudar em uma evolução das que eles têm. Aí está o papel dos outros países. Enquanto essas regiões continuarem a margem da sociedade pouco adiantará para resolver a questão.

    • Edemilson Lima Diz:

      Em termos práticos, seria mais eficiente se aqueles países legalizassem a prática, desde que fosse feita em hospitais, com anestesia e por médicos experientes. Seria nesse momento que as mães e crianças poderiam ser abordadas por profissionais da saúde, que tentariam convencê-las a não fazer, mostrando o porque aquilo não traz nenhum benefício as mulheres. Com o passar do tempo haveriam cada vez menos adeptas da prática, pois a conscientização mudaria o rumo dessa história. De imediato, certamente o trauma seria menor e não haveriam mortes. E qualquer um que realizasse a prática por conta própria deveria ser punido conforme a lei.

  33. Lucélia Temple Diz:

    ontem assisti ao FLOR DO DESERTO. já havia lido a respeito. agora li os comentarios de todos vcs. a briga é feia. não importa se os motivos são religiosos, culturais, sociais, políticos. em resumo: ato fruto da ignorancia? não. do medo da desagregação do grupo. medo inconsciente, coletivo. temos, sim, que alertar de alguma forma que tais práticas são desumanas. resta saber como. se o filme tem alguma fidelidade com o que realmente aconteceu, a situação é extremamente trágica, pois vemos o quanto a mãe amava aquela filha e, mesmo assim, leva a criança para a mutilação. quando a propria mãe (mãe que ama) faz isso, estamos num terreno dificil de trilhar. não se trata de dividir os povos da terra em civilizados e não civilizados. sociologicamente, civilizados todos são. os valores é que são diferentes. houve muita discussão sobre a proporção dos atos cometidos aqui e “lá”. realmente não dá para comparar se pensarmos no ato em si e nas consequencias de um e de outro (como depilação e mutilação). mas se pensarmos em termos de principios, quando se invade o individuo, não importa o que foi tirado ou danificado. o que importa é que não se conhece o limite. aí, danou-se. quando eu nasci, minha mãe queria furar a minha orelha (comum entre “nós”). meu pai disse para minha mãe: a orelha é sua? não. então deixa ela ir furar a orelha quando ela quiser e se quiser. não era uma questão de dor ou de um furo definitivo na orelha, mas perfeita noção de “onde começa o outro”. meu pai não é letrado, intelectual, religioso, nada disso. é uma pessoa muito simples. e a noção de individualidade é natural para ele, assim como respirar. ele nem sabe que tem. vai explicar isso para aquela mãe somali, para aquele povo, ou para todas as mães “ocidentais civilizadíssimas” que furam a orelha da filha ainda no hospital. haverá de ser um trabalho de hércules e muito, muito lento. enquanto isso, teríamos que adotar algumas medidas paliativas para evitar tanto sofrimento e mortalidade. talvez seja isso que a juliana tenha tentado dizer. nas sociedades tribais, não importa se ainda estão na tribo ou na cidade andando de metrô, a noção de “individuo” é precaria. a sociedade é o individuo e o individuo é a sociedade. o que importa é conservar e proteger o grupo, porque como grupo eles são mais fortes. e o ritual é a forma mais eficiente de manter o grupo coeso. embora estejamos em um outro mosaico tribal, não estamos imunes aos rituais de passagem. rituais mais amenos, mas estão lá. vejam nossos batizados, casamentos etc. eliminar os rituais de passagem talvez seja a tarefa mais dificil que tenhamos que desempenhar para proteger o homem do grupo que, ironicamente, ele morre para proteger.

  34. Isso e um ato de muita crueldades deve acabar com essa pratica ter mais respeito as mulheres por que sem elas quem criou essa pratica eles nao esistriam

  35. Amanda Diz:

    O homem e suas crenças estúpidas e superstisiosas.. uma sonolência perniciosa. Existem rituais indígenas em que crianças são enterradas vivas… Um paradoxo sem tamanho. E existem por aí, um bando de alienados que querem provar que isto é certo e faz parte da cultura. Vivemos um mundo doente, e estamos cansados de tantas crueldades.

  36. Camila Diz:

    Concordo com a Lucélia Temple, ela tem toda a razão sim.

  37. acho este um ritual ligeiramente idiota e profundamente ridiculo, acredito que em um fututuro muito proximo o mundo ira irradicar esses rituais antigos e idiotas e assim como a propria igreja catolica que com o passar dos anos teve que mudar varias praticas o islamismo tambem tera que crescer em humanidade e convicçao de que Deus nao significa medo e intimção..

  38. Marcello Diz:

    Absurdo!!!
    Que cultura é essa. Depois querem ser tratados como gente.

  39. Jamille Diz:

    é extremamente lamentável que atos extremos e cruéis (costumes bárbaros) como este ainda possa existir neste mundo. E para mim mais lamentavel ainda, é assistir e ser informada de todo esse terror, e não poder fazer nada por estas crianças e pelas que ainda estão por vir a sofrer tamanha crueldade, e tudo para agradar e satisfazer um bando de homens covardes e loucos. Ao assistir a parte do filme “Flor do deserto (desert flower)” em que a inocente menininha de três anos de idade sofre a mutilação, tamanho ato cruel doeu profundamente em mim.
    é muuuuito lamentável mesmo a lavagem cerebral que estas mulheres sofrem desde pequenas para aceitarem perpetuar um ato tão horrendo, que me dá nojo e me deixa profundamente triste.

  40. yahshurun ben dam Diz:

    não queremos saber a opinião do mundo pagã
    porque isso foi dado ao nosso povo

    • Jonathan 'Hamelin' Malavolta Diz:

      Dado por quem, Yashurun? E quem é mais pagão, quem reconhece a individualidade do outro ou quem obriga o outro ainda na infância a passar por um ritual machista que exprime apenas a insegurança do homem daquela região? Se o homem muçulmano fosse seguro de si e de sua própria sexualidade, ele não precisaria mutilar meninas, crianças pequenas ainda, impedindo-as de ter prazer. Ao fazê-lo, o homem muçulmano só prova que ele é um burro e completo ignorante em sexualidade humana pois ainda não abriu sua mente e expandiu sua compreensão do que seja a sexualidade humana. A felicidade conjugal – e portanto a fidelidade no casamento – é mais ampla quando ambos, homem E mulher, estão livres para sentir prazer. Porém, o medinho do homem muçulmano de ser traído faz com que a mulher passe por um ritual insano e mentecapto desse em idade de tenra infância. O homem muçulmano ainda não percebeu que a mulher será mais fiel a seu marido se puder sentir prazer sexual com ele. Conclusão (pela lógica): O homem muçulmano é sexualmente (psicologicamente falando) infantil, imaturo e inseguro.

  41. paulo souza Diz:

    toda essa discurção mim leva a entender a a falta de racionalidade entre as pessoas, sejam de origem oriental ou ocidental, e pior é a falta de respeito para-com a vida do proximo, se será feita a multilação ou não isso teria que partir por opção da propria pessoa e não de mãe, pai ou de qualquer costume, ou tradição. acho que se o individuo deseja fazer isso é por opnião verdadeira e espontanea, mais acho que antes de fazer qualquer procedimento deste tipo deveria conhecer o sexo, o prazer a vida, efim será pro decisão propria. não apoio esta pratica, mais não posso condemar que a pratica por livre e espontania vontade, condeno sim, os pais que não deixam os filhos fazerem suas proprias escolhas. nunca passei por nada parecido nem pretendo, e jamais gostei de outraas pessoas mandarem em minha vida. quando criança fui batizado na igreja catolica agora vejo que isso foi erra por parte de meus pais, porq interferiram na minha vida, hoje sou catolico mais acho que si não tivessen-me batizado seria da mesma forma, então por que tomar decisões sobre a vida dos outros. muitas pessoa que aqui debateram acham que por serem forrmados em áres afins conhecem e devem interceder na vidas e nos conceitos dos outros, bando de incopetentes que não conceguem entender como somos manipulados por certas ideologias e culturas, em especial julliana e quem, esta sendo afavor pois não vejo nenhum embazamento concreto. quero aq que entendam que devemos ter culturas e tradições mais não ser manipulados…

  42. paulo souza Diz:

    acredito em Deus, mais não sou tão religioso, acho palhaçada usader religião para atos inrresponsssaveis como estes.

  43. Vinicius Diz:

    Nossa estão derrubando o mundo, já ouviram falar em cultura, nossa cultura não é melhor que a deles, isso faz parte dos costumes daquele povo, não concordo com a intervenção das autoridades nesses costumes, já chega o que fizeram com os nossos índios.

  44. sonho com o dia em que a humanidade ira pegar essa imundície chamada religião e jogar na privada para dar descarga, por que o lugar de toda religião é na merda…

  45. Adriana Diz:

    Acho q passei por isso…por essa barbárie aqui no Brasil

  46. Adriana Diz:

    já foi registrado algum caso de mutilação feminina no Brasil?

  47. QUE COISA MAIS BRUTAL

  48. emanoela Diz:

    eu acho isso uma falta de respeito com o ser humano cada um tem o direito de viver sua vida como quer acho uma injustiça com as crianças elas tem o direito de ter filhos eu ate de vive..
    essa é a minha opnião..

  49. quem nos criou????foi deus não foi????porque se deus soubesse que iriam retirar partes de nosso corpo,,porque viríamos então com essas partes????deus fez o homen e a mulher a sua semelhança….quem somos nós para sermos diferentes????gente ignorante e imbecil como podem fazer isso em crianças indefesas,pior ainda são as mães que deixam isso acontecer,,elas que deram a luz a pobre inocente,que deveria estar ali para ampara-la e cuida-la,,,,jesus disse: deixe vir a mim as criancinhas,porque é delas o reino do céu,,,sera que jesus gostaria de estar na terra vendo esse tipo de coisa?????por favor né? vão capar esses estrupadores malditos,,esses sim merecem serem dilacerados,,,,que estrupam crianças,,,,,,,é uma lástima ver tanta ignorancia junto,,,,

  50. Juliana o que voce tem nesta sua cabeça acho que nao é um cérebro, voce deve ter uma ameba dentro de sua cabeça.Vai fazer uma lobotomia menina voce ja nao tem cérebro mesmo nao vai fazer diferença.

  51. JANAINA Diz:

    VI AO FILME FLOR DO DESERTO E RESOLVI SABER MAIS SOBRE O ASSUNTO, ACHO UMA BARBARIDADE, UMA CRUELDADE IMENSA, CREIO QUE A MÃO DE DEUS ESTÁ PESANDO SOBRE ESTE POVO, PELA PERSEGUIÇÃO DAQUELES QUE LEVAM A SUA PALAVRA E INFELIZMENTE MUITOS SOFREM PELA IGNORANCIA E OUTROS PELA FALTA DE LIBERDADE DE ESCOLHA LÁ. ORO A DEUS POR MISERICÓRDIA E QUE UM DIA ESTA REALIDADE POSSA MUDAR.

  52. Ana Paula Diz:

    Leião em Revelação 21 em diante e vejão o que DEUS guarda de verdade para todos que fizerem o que Ele pede. OBS: o que Ele pede e não manda. Não e possivel que um pai amoroso queira algum mal para seu filho ou filha.

  53. Se dizem serem tão religiosos porque acreditam que Deus é a favor disso!
    Que coisa triste…

  54. MARCIA.B.LIMA Diz:

    assisti o filme flor do deserto a alguns dias e estou em choque,como pode seres humanos em nome da fé agirem tão monstruosamente,agradeço á DEUS todos os dias por ser brasileira e desejo que essas atrocidades que acontecem pelo mundo, um dia não muito distante tenham fim pelo amor de DEUS.

  55. Ivan Lerner Diz:

    Nunca vi tanta ignorância como nesses comentários.
    Essa prática é sim monstruosa, nisso todos concordamos, mas pesquisem antes de acreditar em qualquer coisa que vocês achem que saibam. Primeiro essa prática é uma tradição(absurda) do norte da áfrica, e religiões dessa área a adotaram mas isso não está nos seus livros sagrados. Existem tribos católicas e judias da região que também fazem isso. O autor não disse que são apenas os muçulmanos que praticam essa tradição. A maioria dos comentários daqui no que concerne à religião são puro preconceito. Circuncisão masculina não chega nem perto da gravidade disso, melhora a higiêne e sim, diminui um pouco a sensibilidade pela exposição maior, mas de maneira alguma pode ser considerada como uma prática condenável. Mutilamos nossos corpos de diversas maneiras hoje em dia com tatuagens, piercings, e todo tipo de maluquices, mas quando isso tem algum fundo religioso por menor que seja, todo mundo condena e despreza.

  56. isso nao e cultura e monstruosidade pura e nada mais todos tem o direito de sentir prazer e o pior a dor e insuportavel sem dizer que sao obrigadas a fazer sem direito a escolha e mais as proprias maes levam e seguram as proprias filhas eu preferia me matar se eu fosse uma mulher nao quero fazer media mais eu quase chorei e isso nao saiu mais da minha mente

  57. elaine Diz:

    Cada um no seu quadrado.
    mas nao concordo com esta cultura idiota.

  58. UMA PERGUNTA PARA A JULIANA: Juliana você tem a sua vagina cortada como descreveram acima? (sem clitóris e sem lábios), ou seja mutilada, o que muitos descrevem como sendo (circuncisão),
    você tem? OUTRA PERGUNTA, CASO RESPONDA QUE TENHA:
    você consegue sentir algum prazer fisico durante o sexo? E POR ULTIMO UMA TERCEIRA PERGUNTA: Juliana você é muçulmana?

  59. Lili, pense antes de falar, e leia todos os comentários feitos por Juliana. Senso comum é muito fácil de se aceitar e propagar, mas pensamento crítico não. Ao que me parece Juliana foi a única aqui que conseguiu ser imparcial e pensar de uma maneira nao preconceituosa e racional.

  60. Rejane Andrade de Barros Diz:

    Fiquei estarrecida com esses costumes idiotas,é muito hipocrisia do governo mantém essa barbaridade,onde crianças inocentes são mutiladfas sem nem se quer sabem o motivo,que pecado tem essa criança,por ter nascido mulher?Espoero que isso tenha tido um final.

  61. Carmen Diz:

    eu tenho uma irmã mais velha que é filha do meu pai mas é de outra mae , ela tem 32 e eu 22, ela foi circuncisada e eu vivo no Brasil pois minha mãe veio morar com uma prima pois estavamos em situacões de precaridade.Minha mãe me trouxe para o Brasil quando eu tinha 4 anos, minha mãe também é uma mulher circuncisada, por que se não fosse não teria se casado com meu pai.Minha mãe pretendia realizar essa “anamolia, e Ritual” que vocês tanto falam em todas as suas filhas e filhos, bom ela não realizou em mim pois na época minha irmã Razzuhde seria a primeira (antes de mim) e isso um poco antes de vir para cá ou seja, eu ainda tinha 4 anos e ela acabará de fazer 6.Minha mãe entao chegou ao Brasil e meu pai ficou para cuidar de sua outra família, minha mae ficou com sua prima que era imigrante, por isso meu pai casaria seus outros 3 filhos e viria para cá com sua outra mulher.Minha mãe não realizou a circuncisão em mim pois não achou uma parteira que realiza-se esse tipo de “operação” aqui no Brasil.Respondendo a verdade eu não tinha sido informada e acho que não teria sido informada que eu iria ser circuncisada, pois bem não tive opinião e hoje ainda morando aqui no Brasil estou na faculdade e moro com uma amiga, eu pois bem não vivo como minha família quer que eu viva, não sou de seguir tradição e eles acham que eu sou um caso perdido, pois bem, sigo a biblia e sou católica e digo que minha irmã era próxima de mim apesar de não termos a mesma mãe ela me contou, que com 8 anos de idade ela foi circuncisada e disse via isso como um modo de orgulhar a mãe e que se não fosse sua família a veria como aqui no Brasil uma menina mal-criada (no sentido dos pais não ligarem para ela) e suja, mas depois que ela fez a circuncisao falou que pode se orgulhar mas depois se arrependeu pois não sabia na epoca o que realmente tinha feito e o que realmente tinha perdido, mas só se deu conta depois de adulta, e não podia se manifestar desse assunto pois se fizesse isso seria inojada e considerada uma mulher que gostariade por exemplo ter sido um prostituta, e quando estava grávida torceu para que seu filho fosse homem para que sua perda fosse muito menor.Na minha opinião a sociedade pensa ainda como lá atraz e eu penso que isso não seja escolhido como Juliana disse que muitas queriam isso, na realidade a mulher faz isso para que possa ter uma vida “normal” , pois se não fizer isso não pode ter uma família e um marido e sua família não a reconheceria e a colocaria para fora de casa e por causa da sociedade para que isso não aconteça é realizada a prática com crianças e isso faz parecer um ato mais cruel mas não e para a crianCa não poder tomar uma decisão e ser colocada na rua e nao ter uma familia.Olha acho que a Juliana confundiu as coisas, Juliana não é das mulheres quererem isso é pela sociedade é na verdade um cilclo vicioso, e os homens ganham vantagem, por que os homens não circuncisados não viram “prostitutos..” entendam que se a mulher fosse submetida a um outo meio de vida como a diferença da África para o Brasil, se uma menina africana esperimenta se os dois tipos de vida em cada país ela iria conserteza escolher a do Brasil , por ser mais liberal.É na verdade os costumes que ganhqm e para mudarmos isso temos de mudar os costumes.

  62. JOSENILDA Diz:

    É INADMISSÍVEL QUE ALGUMAS PESSOAS VEJAM ESSA PRÁTICA COMO CULTURA. ISSO É PURA BARBÁRIE ! AS MULHERES SEMPRE FORAM SUBJULGADA E TRATADAS COMO SERES INFERIORES. É LAMENTÁVEL QUE PESSOAS QUE SE DISEM HUMANAS, SOLIDÁRIAS, CONCORDEM COM UM CRIME DESSE PORTE, CRIME CONTRA A LIBERDADE , CRIME CONTRA A SAÚDE DA MULHER E CRIME CONTRA A VIDA . IMAGINEM SE ELES DECIDEM QUE A MULHER NÃO TEM O DIREITO DE FALAR ,E ADOTAM MAIS UMA PRÁTICA DE MULTILAÇÃO. DECEPANDO AS LÍNGUAS ? TODOS SER HUMANO É LIVRE, LIVRE PRA DISER NÃO, LIVRE PRA DISCORDAR, LIVRE PRA LUTAR CONTRA INJUSTIÇAS E PRÁTICAS DESUMANAS. NINGUÉM É OBRIGADO A ACEITAR E SER USADO COMO VEÍCULO DESSAS PRÁTICAS ERRÕNEA DE CULTURA , E DE SUAS TRADIÇÕES.

  63. Umà covardia, atroz. Só em casos específicos, como meninas muito libidinosas e com desejos incontroláveis e muito chegada a prostituição. Aí sim outro caso nem pensar nem pra Allah nem Jeová merecem o grelHo dessas pobres meninas. <3 coitadinhas.

  64. Governo ou religiao nao e dono do corpo de pessoas para sair mutilando.
    O criador do universo fez macho e femea e cada um diferente a sua imagem e semheança os fez.
    Quem nao tem poder de criar nao podi mutilar….
    Todos temos o livre arbitrio de escolher a qual DEUS seguir…..
    Eu e minha casa serviremos ao SENHOR…….

  65. renata das neves silva Diz:

    Depois falam que são tementes a deus, Alla, Jeová, uma crueldade dessa só pode ser um ritual satânico. Deus nós fez perfeitas !

  66. maria Kethylen Diz:

    isso eh um desrespeito com os próprios filhos

  67. Marcelo Diz:

    Ridícula esta defesa da tolerância para com a barbárie, “ah os índios são tão virtuosos! não vamos entrar na cultura deles” Este tipo de coisa é de quem não sentiu na pele o que é ignorância humana. Não há diálogo com o que é errado. Dizem que é cultura da tribo, mas continua sendo mutilação, continua sendo horror. Esta idéia de tolerância com a covardia, com a barbárie é algo tão pedante quanto surreal.
    Estes “intelectuaizinhos” defendem as culturas diferentes, e enchem a boca para falar mal dos países ocidentais e da cultura capitalista, mas se não fosse o capitalistmo,JAMAIS, uma mulher da Somália – faxineira, se tornaria uma top model e denunciaria a covardia sanguinolenta que ainda existe na Africa.
    Esta idéia de ser tolerante com este povo atrasado africano, arábe – palestino, sanguinário, é algo que foge á realidade. Se não fosse o ocidente cristão e capitalista, nos estaríamos curvados para estes bárbaros e suas práticas tresloucadas, por isto, digo que, se não houver uma postura de combate e de dureza e intolerância total com este tipo de loucura, estaremos caminho do fim. È preciso – antes de ser “inteligentinho” “tolerantizinho com as diferenças” ser realista e LÚCIDO, lúcido com a realidade e com o que é certo e errado. O que é errado não merece tolerência, nem diálogo, nem aceitação, nem qualquer tipo de benevolência. A civilização ocidental cresceu por meio de guerras e hoje traz um modelo de civilização que não pode dialogar com este tipo de tragédia sanguinária.
    Quem quer dizer diferente, pelo menos pesquise sobre o assunto, pesquise sobre a crise Israel Palestina, com profundidade, pesquise sobre a Àfrica e suas guerras civis, e sobre o islamismo que prega o terrorismo e depois venha defender as culturas diferentes, mas pesquise antes.

  68. Jonathan 'Hamelin' Malavolta Diz:

    Marcelo, não direi que concordo 100% com seu comentário, porém também não discordo. A civilização humana se desenvolveu sim pela guerra, nesse ponto você tem razão, assim como o Olavo também tem razão quando diz que isso é um traço cultural deles. Tudo o que a espécie humana produz é cultura: o idioma é cultura, a arte é cultura, a estética é cultura, só que infelizmente a barbárie, principalmente a de fundo religioso como ocorre nesses lugares, também é cultura. O que discordo veementemente, e nesse ponto creio que você me dará razão, quanto à opinião do Olavo é em ser conivente com a barbárie. Não sei ele, eu não tenho sangue de barata; se vir uma situação dessa na minha frente, sou capaz de parar na cadeia por agressão a um fdp desses (fdp para parecer bem-educado; não que quem comete essas atrocidades mereça boa educação, pelo contrário, merece má educação de minha parte, mas os leitores desse blog merecem a boa educação)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 252 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: